top of page
Buscar

Como funciona a prótese de mama?


A prótese de mama, também conhecida como implante mamário, é usada em um procedimento cirúrgico para aumentar o tamanho e a forma das mamas, geralmente para fins estéticos, mas também para reconstrução após mastectomia (remoção da mama devido ao câncer) ou outros procedimentos cirúrgicos.

A prótese em si é uma bolsa preenchida com um material específico - geralmente silicone ou solução salina. No caso dos implantes de silicone, a bolsa é preenchida com um gel de silicone coeso. Os implantes salinos são preenchidos com solução salina estéril.

O procedimento de implante de mama geralmente funciona da seguinte maneira:

  1. Anestesia: Antes do início da cirurgia, é administrada uma anestesia. Isso pode ser uma sedação intravenosa ou anestesia geral, dependendo do caso.

  2. Incisão: O cirurgião faz uma incisão em um local discreto para minimizar a visibilidade da cicatriz. As opções comuns incluem a borda inferior da aréola, a dobra abaixo da mama ou a axila.

  3. Inserção e posicionamento do implante: A prótese de mama é inserida através da incisão e posicionada acima ou abaixo do músculo peitoral, dependendo da quantidade de tecido mamário disponível e dos objetivos estéticos. A posição do implante afeta a aparência final e pode ter implicações para futuras mamografias.

  4. Fechamento das incisões: O cirurgião fecha as incisões com suturas, adesivos de pele ou fitas.

  5. Recuperação: A paciente é monitorada em uma sala de recuperação e, na maioria dos casos, pode ir para casa no mesmo dia.

Após a cirurgia, pode haver inchaço, sensibilidade e desconforto, que geralmente são controlados com medicamentos para a dor. O cirurgião dará instruções detalhadas sobre cuidados pós-operatórios, atividades a serem evitadas e sinais de possíveis complicações.

Em relação à longevidade dos implantes, não há um prazo definitivo para a troca. Alguns podem durar mais de 10 anos sem problemas, mas outros podem precisar ser substituídos mais cedo devido a complicações ou à insatisfação do paciente com a aparência das mamas.

Lembre-se sempre de discutir essas questões com um cirurgião plástico qualificado para entender todas as opções e riscos associados ao procedimento.

2 visualizações0 comentário
bottom of page